Cirurgias no Hospital da Luz transmitidas para o Congresso da Sociedade Europeia de Medicina da Reprodução

Cirurgias Hospital Luz transmitidas Sociedade Europeia de Medicina da Reprodução

O 34.º encontro anual da Sociedade Europeia de Medicina da Reprodução e Embriologia (ESHRE, na sigla inglesa), que decorreu em Barcelona entre 1 e 4 de julho, incluiu uma sessão plenária com a transmissão de cirurgias ao vivo realizadas no bloco operatório do Hospital da Luz Lisboa.

O convite da ESHRE ao Hospital da Luz Lisboa para este tipo específico de participação no seu congresso deve-se ao facto de este ser um dos centros europeus com maior experiência em cirurgias ginecológicas, nomeadamente no tratamento de miomas uterinos e endometriose.

As cirurgias foram executadas por António Setúbal, diretor do serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital da Luz Lisboa, Filipa Osório, médica de ginecologia-obstetrícia desta unidade, e Attilio di Spiezio Sardo, do Departamento de Ginecologia-Urologia-Obstetrícia do Hospital Universitário Federico II, em Nápoles. Ao longo de três horas, realizaram um total de sete cirurgias, todas de tipologia diferente (miomas uterinos, endometriose do ovário, de septo retovaginal e septo uterino).

A sessão foi muito interativa – com perguntas que foram sendo colocadas aos cirurgiões pelos chairman da ESHRE Stefan Gorts, Michelle Nisolle e Antoine Watrelot –, tendo sido acompanhada por cerca de 1.400 participantes neste encontro da ESHRE, que decorreu no centro internacional de congressos de Barcelona. A realização das cirurgias e a respetiva transmissão em direto, por satélite, foi possível também graças ao apoio da empresa de equipamentos Storz e ao trabalho das direções de Infraestruturas Manutenção e Equipamentos e de Sistemas e Tecnologias de Informação do Grupo Luz Saúde.